quarta-feira, 21 de fevereiro de 2007

EVANGÉLICOS E SANGUESSUGAS




" Por favor, não insistam em me pedir que seja misericordioso com esses ratos alados: eles sugaram o sangue de brasileiros pobres. A única sugestão que tenho para eles é que cada um amarre uma corda no pescoço e se jogue de uma ponte para dentro de qualquer esgoto" . Pr. Ricardo Gondim

" Se alguma igreja, que elegeu um desses congressistas, tivesse um mínimo de brio humano (nem precisaria ser brio cristão), deveria retirar do ar seu programa de televisão; pedir um tempo; expulsar seus políticos; prometer que jamais tentará eleger alguém; e fazer uma Reforma em sua teologia. Porém, sabe-se que isso jamais acontecerá, o que eles menos têm é vergonha na cara". Pr. Ricardo Gondim http://www.ricardogondim.com.br/Artigos/

OPINIÃO DO BLOG OLHAR CRISTÃO

Esse assunto, dos políticos sanguessugas, pode ser uma cortina de fumaça. Ele tem revelado corrupção e sujeira entre lideranças de igrejas evangélicas. Os sanguessugas da "bancada evangélica", como foram apelidados, estão com suas safadezas expostas daquilo que fizeram e pensarem que ficaria em oculto. Deus na sua justiça,permitiu que tudo aquilo fosse exposto em praça pública para que todo olho veja.

Como a imprensa está fazendo muito barulho
, e os olhos das pessoas comuns estão sendo desvidados para "ladrões de galinhas" alguma coisa bem graúda deve estar sendo encoberta. Infelizmente, enloquecidos pelo efeito do poder, e adulados por "ministrinhos" , cerca de 19 parlamentares "evangélicos" , talvez um pouco mais, uns 30, que é um número mais próximo de Judas, foram denunciados e estão na linha de tiro da CPI dos Sanguessugas.

Quem não se lembra do assunto do chute na santa? Que não foi verdadeiramente um chute, pois o sujeito não deu um
a bica? Durante dois meses, a mídia não dizia outra coisa. O que ele escondia? Escondia o escândalo do Proer. Na semana em que foi criado, para socorrer bancos quebrados, 6 bilhões de reais, na época valendo o equivalente em dólares, foram parar no caixa do banco Nacional. Quando a imprensa foi mexer no assunto, e dele falou durante muito tempo, já estava "frio". Tinha se passado mais de três meses e os evangélicos foram o "bode expiatório".

E aquele assunto do casamento de uma moça grávida numa Igreja Batista em Goiânia, onde um juiz local mandou arrombar a porta da Igreja para que o casamento fosse feito. Ultimamente, quando sai o nome evangélico na imprensa é só para notícia ruim.
Agora, aparece a certeza de que púlpitos de igrejas evangélicas tenham sido usados como balcões de politicagem. Embora a política seja dever de todos, seu lugar de atuação deve ser fora dos recintos sagrados. Lugar de honra. O Púlpito da igreja não é lugar para políticos, só de homens e mulheres de Deus.

O Político que sobe a um púlpito, a convite de quem quer que seja, está profanando lugar sagrado. Seja de que religião ou partido for, quem nele votar, vai estar incentivando sua falta de reverência. E se ele for eleito, como alguns foram e agora têm se mostrado vampiros de verbas da saúde, saiba que são culpados diante de Deus, tanto quanto os pastores que os convidaram a tais púlpitos e também estão em falta,os que presenciaram isto e neles votaram.

O mal se alastrou e agora um mau cheiro de podridão está subindo de um pântano de esgotos. Isso tem que parar. Como vai parar, é Deus quem vai decidir. Se os ímpios e pecadores já estão levando a pior, como não será o juízo divino dentro da Casa do Senhor? Será possível que vamos continuar vendo o Deputado Fernando Gabeira passando descompostura nesses corruptos? Onde estão os pastores responsáveis pelos velhacos? No passado não muito distante, a moça crente que cortasse o cabelo era disciplinada e até excluída. A Igreja, para não passar por hipócrita, precisa dar uma resposta à opinião pública.

Temos usado a blogosfera para divulgar a mensagem cristã e o nome de Jesus, mas não podemos ser omissos , num momento desses, pois Deus nos deu um olhar cristão e uma língua erudita. Quando todos estão "orientados" a olhar para um certo lado, precisamos olhar também para as outras direções para enxegar bem inclusive atrás do morro.

O ex-governador Brizola, que fora criado por família de evangélicos, costumava dizer: " Se tem cabeça de jacaré, escama de jacaré e rabo de jacaré, então isso só pode ser mesmo um jacaré. Político evangélico que anda no meio de ímpios, fazendo amizades com ímpios, querendo levar vantagem em tudo como os ímpios e dizendo se passar por evangélico, não pode ser evangélico, é ímpio mesmo que estava enganando e ainda procura enganar o povo crente. Você já reparou que entre a assessoria dos políticos evangélicos se encontra um multidão de parentes de pastores? Perguntar não ofente: a troco de que eles estão lá?


Agora vamos ao cerne da questão. Se 19 políticos evangélicos estão vendidos, são corrompidos, safados, quando um assunto desses vem à imprensa, você acha que estão falando somente deles? Não! estão preconceituosamente associando a corrupção deles a todos os evangélicos. Isto é uma uma realidade, pois, entre negros, gays e evangélicos os que mais sofrem preconceitos são os evangélicos. Toda imprensa apoia os movimentos negros, apoia os movimentos GLTBS, mas não tem o mesmo respeito aos evangélicos. Nos consideram hipócritas, gananciosos, exploradores de pobres e este assunto de sanguessugas nos trouxe ignomínia injusta.

É assim, que tais políticos defendem os interesses da Igreja, como eles mesmo argumentam? Interesses da Igreja coisa nenhuma! São interesses egoístas, gatunagem. Dão nó até em "pingo d'água". Em lugar de defender o interesse da Igreja os que praticaram estas safadezas, descobertas ou não, estão é fechando a porta do evangelho aos perdidos e difamando o nome da Igreja. Não aconselharia que pusessem um pedara no pescoço e se jogassem no esgoto. Eles já estão mortos, porque estão no esgoto. Se não se arrependerem, vão para um lugar bem pior.


Por outro lado,ai de nós se dermos crédito aos sermões tolos de alguns pastores pretensos intelectuais, que crêem e divulgam o sofisma: "A política é para os corruptos e o cristão deve ficar fora dela". Então, você, leitor, pode ser induzido a uma lavagem cerebral. Se o evangélico deixar de lado a política, o movimento gay não vai deixar, o movimento negro não vai deixar, o macumbeiro não vai deixar. Ninguém vai deixar. Só crentes tolos se seguir essa bobagem. Não seja tolo, um filósofo americano resumiu o óbvio assim: " Os que não gostam de política são governados por aqueles que gostam"! Arnold Toinbee

A política secular não pode ser feita nos púlpitos das igrejas. Mas lá fora, no nosso dia a dia; temos até atuado muito pouco, politicamente. Tanto é que todos os movimentos que representam as pessoas que sofrem a ação de preconceitos estão muito mais organizados que o povo evangélico. Por exemplo, vai na mídia e fala mal de GLTBS ou de um negro. Eles não deixam barato. Quando dessem a "ripa" nos evangélicos, se aparece alguém, é o Pr. Silas. O resto finge que não leram ou não ouviram. Com todo respeito, a leitura da biobrafia de Martin Luther King, Rosa Parks, é um bom começo. Para os mais interessados, aque filme " O Pastor ", com o ator James Earl Jones, é muito inspirador.

Estão difamando o povo evangélico por causa de dúzia e meia de sanguessugas, e toda liderança evangélica está em silêncio. Não tenho lido, nem ouvido nada . Será que a carapuça caiu bem até a profundidade da orelha? Que resposta os 30 milhões de evangélicos vão dar?

Precisamos deixar de pensar como meninos que depende
m em tudo da orientação da Igreja. A Igreja cumpre seu papel ensinando os primeiros rudimentos e dá a instrução sólida da palavra de Deus para amadurecimento. Nela você nasce, cresce e se torna um adulto capaz de discernir entre o bem e o mal. Há bilhões de almas perdidas nesse mundo e uma parte delas é de sua responsabilidade como na parábola dos talentos.

Bem instruídos, Você e eu podemos saber qual será nossa ocupação neste mundo tenebroso. Devemos continuar na Igreja para nos inspirar, renovar nossos sonhos ao ouvir a palavra, cantarmos hinos e adorando ao Senhor. Abastecidos,
você e eu, vamos nos dedicar a cuidar de nossas famílias sem esquecer de difundir o Evangelho de Jesus Cristo. Também como cidadãos brasileiros, temos o dever fazer a boa política, eleger homens comprovadamente firmes para propor leis mais justas, levar benefícios como escolas, estradas, hospitais, Universidades, ajudar a administrar os recursos que são poucos à vista de tanta carência.

O cristão pode ir militar na política e chegar até ser um presidente, mas os que têm o chamado ministerial não podem deixar o ministério de lado para "se dar bem" no "puder", por que vão cair da fé! Aí estão 19 deputados evangélicos acusados de corrupção. Com o pior apelido possível: sanguessugas! Se for provado que é tudo verdade, culpados também são todos seus colegas de ministérios que os incentivaram a seguir em frente em lugar de os impediram de abandonar o ministério.
.

os meios de comunicação

O mundo, isto é, a organização espiritual por trás das pessoas, odeia os que crêem em Cristo. Os donos da imprensa brasileira odeiam os evangélicos. Antes alguns desaconselhados ( o termo mais brando que encontrei ) achavam que o rádio era a voz do demônio e a TV, o caixote do diabo. A origem disso, não sei. Aí, veio o Pr. David Miranda e investiu no rádio.

Quem não se lembra do horror que a sociedade da Região sul sentiu quando e
le comprou a Rádio Universo de Curitiba e a Gaúcha de Porto Alegre? Mas o Pastor Miranda continuava ensinando que a TV era do diabo. Então veio o Bispo Macedo e o Missionário R.R. Soares com uma nova visão e investiram pesado em Programas e depois em redes de Tvs.

Em 1990, quantas casas publicadoras e editoras evangélicas existiam? Talvez nem 20. Hoje, são centenas. Imprensa falada, televisada e escrita. E as rádios piratas. Pode ser que ainda temos dificuldades no lidar com isso, mas se repensarmos, com oração, essas três mídias são coisa boas aos olhos de Deus. Não foi o diabo quem as criou, pois ele não cria nada.


Ora, em 25 anos, a participação evangélica na imprensa escrita, falada e televisionada deu esse salto enorme. Somos comissionados por Deus a ser cabeças. E isso, incomoda. Democracia na distribuição de concessões de rádios e tvs, não
existe. Na Amazônia, por exemplo, a Igreja Católica vem sendo beneficiada sistematicamente. Sabe como? Pelo meio político. Sabe aonde os evangélicos são mesmo mais atuantes? Justamente na Amazônia, e os olhos do mundo inteiro estão nela.

Vamos nos orgulhar do avanço na propriedade de meios de comunicação? Por enquanto não. Primeiro porque custamos a acordar e depois, a responsabilidade agora é muito maior. Devemos ser mais críticos com as lideranças de nossas Igrejas. Assim como João Batista batia firme em Herodes, nossos líderes não são papas nem imperadores do Japão nem Fidel Castros. Se estiverem no erro, devem ser aconselhados e depois advertidos.
Muitos pastores preferem ficar em silêncio porque sabem que no dia que falarem mais duro poderão ter sua ajuda de custo, salário, prebenda, cotados. Cada um deve tomar sua atitude de acordo com a Voz de Deus; se não fizer isso quem vai "cortar" o ministério vai ser o Senhor. Poderão ficar com o salário, mais serão pastores sem unção.

O
ponto fraco de uma liderança de Igreja comprovadamente corrupta, é o bolso. Continue pagando seu dízimo, mas não o pague na tesouraria de corruptos! Ore, e pague o que é devido ao Senhor, em outra tesouraria. Velhos corruptos costumam ser cegos e surdos. Eles não ouvem conselhos. Se alimentarmos o sonho de um líder corrupto estaremos ajudando a destruir a Igreja que nossos primeiros pastores custaram tanto a construir nas orações e nas aflições.

Precisamos de políticos crentes, sim. Discordo do Pastor Gondim. Se pararmos de fazer política, o pcc não pára, o banqueiro não pára, o ateu não pára, o gay não pára, o espírita também não, será possível que só o crente deve parar?


Ainda tenho mais a dizer. Quando se faz pesquisas neste país, se associa religião a poder econômico. Nelas, o povo evangélico está associado a pobreza e o espírita aos mais ricos. Para muitos seria um sinal de incoerência. Mas não é. Assim como o pensamento evangélico foi a alavanca do progresso no mundo a partir de Lutero, o Brasil tem sido muito abençoado com o trabalho social dos evangélicos. As maiores Igrejas pentecostais do Brasil crescera
m e crescem em meio a gente humilde. E essa gente humilde está melhorando de vida pela ação desta Igreja porque ela ensina a repartir o pão do que tem mais para o que menos tem.

Nas periferias de todas as cidades brasileiras, é publico e notório que das 18:00h às 19:00h de todo domingo, uma multidão de famílias deixam suas casas e caminham pelas ruas em direção as suas congregações. Das 21:00 em diante, fazem o caminho de volta. O evangelho faz bem a essa gente. O maior trabalho social é feito pelo povo evangélico pentecostal. Gente humilde ajudando gente humilde. Disso não se faz propaganda, pois é obrigação de todo cristão.O mundo diz que os pastores crentes estão expoliando seus fiéis e arrancando à força seus dízimos.

Com a devida excessão de algumas igrejas que são mesmo larápias, na maioria o costume do dízimo é natural e com isso
o poder de fogo da ação social é aumentado. Mais dízimo, mais igrejas. Mais igrejas, mais pregação da palavra de Deus através do contato pessoal. A mídia ganha muitas almas, mas não pode cuidar das necessidades básicas de cada uma delas. A Igreja local é que faz isto. Esta Igreja evangélica local faz o maior combate da miséria que se tem notícia em nosso país, e esta miséria não foi gerada pelos evangélicos.

Os evangélicos não têm por costume o incentivo à mendicância. Em qualquer denominação evangélica ligada às periferias, é sabido qual família está passando por necessidade. Temporariamente esta ajuda é certa, mas se há sinal de pregüiça, ela "seca" e faz o irmão se mexer à procura de trabalho com mais intensidade. Não existe filas de mendigos em portas de Igrejas Evangélicas, pois não profissionalizamos mendicância. Não c
hegam verbas governamentais em congregações de periferia. Com isso não fazemos parte dos eternos sanguessugas, que a custa da caridade alheia, surripiam parte dela para viveram nababescamente.

Concluindo: Não vote mais em político evangélico corrupto, mas não se esqueça de que vivemos em meio a uma sociedade composta não só de gente de bem, mas também de "cobras e escorpiões". A política é uma obrigação de todo cidadão evangélico, se alguns se corromperam e outros tantos se venderam, isso não
significa que são 30 milhões de evangélicos corruptos. Quem não gosta de política, repetimos, acaba por ser governado pelos que gostam. Se Querem o povo evangélico longe da propriedade de emissoras de rádio e Tvs, longe da política, não vão ter este "gostinho".

cuidado com os escorpiões

E quanto ao discurso inflamado do Pr. Gondim, acho foi um desabafo pessoal. Careceu de moderação. E, se alguém ler um parágrafo daqueles e se suicidar, como foi sugerido? E a Igreja, como uma associação de cidadãos, não mais deve participar no congresso e das decisões políticas? Vamos, por acaso, todos nós nos comportarmos como testemunhas de jeová? Creio que a mensagen do pastor estava mais para a resposta de Davi ao profeta Natã, do que para o conselho de Gamaliel aos membros do Sinédrio.

Mas que a vampiragem deve ser repreendida, isso deve. Com a palavra os pastores responsáveis pela eleição desses operadores de escândalos.


Autoria: Joao Cruzué
Proibido a cópia total ou parcial, sem nosso consentimento.

2 comentários:

Francinildo disse...

até o hoje os evangelicos se mostram como os unicos que vâo para o seu, só as usa musicas é que sâo de Deus, só os seus pecados é que nâo irâo leva-los ao inferno, os evagélicos falam que o satanas se manifesta nos filmes nas musicas nos desenhos dos outros, nos filmes nas musicas e nos seus desenhos o satans nâo se manifesta, os politicos promovem um monte de impunidades e de injustiças e o que,que os evagelicos falam? persebem a ação do diabo em tudo dos outros, menos nos politocos,por que isso escrevem livros sobre como perseber a ação de satanas em desenhos animados, mas nâo persebem a ação de satanas nos politicos, o Deus disse buscai primeiro o reuno de Deus e a sua justiça e todas as outras coisa viram em acrescimo, eu nunca vi uma igreja evangelica aque na minhacidade fazer uma corrente de horaçao na porta da camara de vereadores, na camara dos deputados, é de la que vem algumas das muires injuntiças para mautratas os pequeninos de Deus,Deus determinou que moises libertace o seu povo do julgo egipcio que na epoca éra a muior força politica, por favor me mostre um livros brasileiro escrito por um evagelico orientados as pessoas contra a ação do inimigo dentro da politica

Rodrigo Souza disse...

Sei que essa postagem é antiga e certamente não vai ter resposta, mas vale comentar mesmo assim.

"entre negros, gays e evangélicos os que mais sofrem preconceitos são os evangélicos."

Não é bem assim não.
http://www.paulopes.com.br/2009/05/ateus-e-usuarios-de-drogas-sao-os-mais.html